Dulce et Decorum Est: Grande Guerra & Cthulhu

Dulce_Et_Decorum_Est_cover_400.pngDulce et Decorum Est é um suplemento de Rastro de Cthulhu para a Grande Guerra (ou a Primeira Guerra Mundial, como chamamos hoje em dia).

O livro começa com um capítulo que trata, brevemente, da cronologia da guerra – entre 1914 e 1918 – e de duas novas habilidades para os personagens convocados para o front:

  • Military Talk (substitui Cop Talk) – é saber conversar e se comportar como um soldado experiente.
  • Battefield Lore (substitui Streetwise) – o conhecimento da região, lugares perigosos, contatos, quem é quem no front.

Além disso explica algumas mudanças, como Arquitetura poder ser usada para entender como funciona e é construído um sistema de trincheiras; ou um gasto de Intimidação poder ser usado para tornar mais difícil um inimigo atacá-lo (aumenta a dificuldade do ataque em +1) desde que o personagem esteja armado e adote uma postura ameaçadora – mas ao final da cena o personagem tem de fazer um teste de Atletismo ou perder 1 de Dano, pela exaustão.

I Guerra - aviãoO capítulo sobre a guerra também traz regras e equipamentos para a Guerra no Ar, a Guerra nas Trincheiras e a Guerra no Mar, com uma boa lista de aviões, tanques, submarinos e navios. Regras para duelos aéreos e ataques de tanques ou de torpedos completam esse capítulo genérico sobre a guerra.

Não há nenhum cenário envolvendo a guerra no ar neste livro, mas a Pelgrane Press já publicou anteriormente uma aventura chamada Flying Coffins, em que os jogadores são pilotos. Essa aventura foi traduzida pela Retropunk, com o nome de Caixões Voadores.

O cerne de Dulce et Decorum Est são três cenários:

Vaterland: uma navio alemão fica retido no porto de New York quando a guerra estoura. Enquanto o capitão promove um concerto em homenagem à Alemanha, um grupo de investigadores deve descobrir um mistério que se passa nas entranhas do navio.

Dead Horse Corner: em meio à guerra de trincheiras, os personagens são um grupo de soldados britânicos que deve ir até um posto de observação avançado descobrir por que uma tropa de vinte homens que guarnecia o posto não está mais se comunicando.I Guerra - trincheirasSisters of Sorrow: um submarino alemão, o UC 12, enfrenta problemas nas profundezas do mar durante uma missão para colocar minas em águas inglesas.

art-sisters-of-sorrow.pngOs três cenários trazem personagens prontos e são voltados para one-shots.  Dead Horse´s Corner e Sisters of Sorrow passam bem o clima da Grande Guerra, de claustrofobia e horror. Vaterland pode ser adaptado para outras épocas, como no início da 2a Guerra ou até durante a Guerra Fria. Pela própria estrutura das histórias, não tem como usar o mesmo personagem nos três cenários.

Entretanto, o cenário nas trincheiras pode ser usado como início de uma campanha na Grande Guerra. Uma campanha dessas nunca vai ser muita longa, sob pena de ficar repetitiva, mas uma série de cinco ou seis aventuras durante a guerra deve ser bem climática. Tem uma outra aventura pronta que se passa em um hospital de campanha que pode servir como continuação de Dead Horse´s Corner. O nome é Not So Quiet e faz parte de outra coletânea: Out of Time.

Além disso, um guardião pode colocar uma aventura em Paris durante uma licença das tropas e encaixar mais uma ou duas histórias nas trincheiras, culminando em uma carnificina digna do Mythos e do horror da guerra que só os homens são capazes.

German U-Boat
Submarino alemão da I Guerra Mundial

O título do livro (Dulce et Decorum Est) é baseado em um poema anti-guerra, escrito por Wilfred Owen, durante a própria Grande Guerra. Uma curiosidade: o autor do poema lutou nas trincheiras, foi ferido, passou dias em meio aos corpos de seus companheiros antes de ser resgatado, sofreu um trauma de guerra, escreveu seus poemas sobre o horror da guerra enquanto se recuperava em Edimburgo e voltou a lutar, apenas para morrer em 4 de novembro de 1918, uma semana antes da guerra terminar. O poema é inspirado em uma poesia do poeta romano Horácio que tem um verso Dulce et decorum est pro patria mori – “É doce e honorável morrer pela pátria”. Chamado pelo poeta inglês de “aquela velha mentira”, o poema de Horácio era bem conhecido no início do século XX e inspirou muitos dos jovens voluntários para a guerra.

A própria vida do poeta já serve como uma inspiração para um Guardião que for fazer uma aventura na Grande Guerra… ela deve lidar com o horror da Guerra que pode ser tão grande quanto o horror do Mythos. E como até mesmo um personagem com o background Artista pode acabar parando no front. Lembre-se que logo que a guerra começou, multidões de patriotas se alistaram para participar do conflito… que ninguém esperava fosse se arrastar por quatro longos e intermináveis anos.

O livro é muito bom. Contém ótimas inspirações para jogar na Grande Guerra (uma ambientação meio difícil de encontrar em RPGs). A Grande Guerra e o horror do Mythos combinam muito bem. Um jogo de Cthulhu durante a Guerra é uma luta pela sobrevivência, contra monstros, disparos de artilharia, o clima das trincheiras, atiradores escondidos e comandantes incompetentes.

Umas sugestões: Paschendale, a música do Iron Maiden, que pode servir de inspiração para um cenário em meio às trincheiras. O filme Feliz Natal, que se passa nas trincheiras, deve ser assistido por qualquer um que queira jogar uma campanha na guerra. Paschendale é também o nome de um filme relativamente recente sobre a Grande Guerra (mas esse eu não achei para assistir). Fora isso, tem alguns clássicos como Gallipoli (filme com Mel Gibson ainda novo), Sargento York e Nada de Novo no Front. No Netflix tem Gallipoli e Our World War, dois documentários sobre a Guerra.

If you could hear, at every jolt, the blood

Come gargling from the froth-corrupted lungs,

Obscene as cancer, bitter as the cud Of vile,

incurable sores on innocent tongues,—

My friend, you would not tell with such high zest

To children ardent for some desperate glory,

The old Lie: Dulce et decorum est

Pro patria mori.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s