Shadows in the Deep: Uma Proposta de Aventura

No Portal Bocejante, o grupo de aventureiros atraí a atenção de Volothamp Geddarm, mais conhecido como Volo, o famoso autor de vários livros de sucesso. Volo os convida para ouvir uma proposta de serviço.

Além dos cinco aventureiros que enfrentaram o troll na taverna, Volo chamou dois outros conhecidos: o gnomo Baki e o draconiano Grekull. O grupo se reúne na sala reservada da taverna.

Volo está preocupado com seu amigo, Floon Blagmar, que está sumido desde a noite anterior. Volo havia se encontrado com Floon em uma pequena taverna em um beco do Distrito das Docas, a Skewered Dragon (Dragão no Espeto). Volo diz que o lugar é imundo e mal-frequentado, mas tem uma ótima bebida importada de Calimshan.

Floon havia dito que iria se encontrar com uma fonte importante de informações e que logo teria uma história interessante para o próximo livro de Volo. Volo comenta que está escrevendo um novo livro. Grekull responde dizendo que espera que ele não pretenda pagá-los com um livro autografado. Volo ri e se lembra que Floon mencionou algo sobre “muitos dragões”. No entanto, Floon não voltou para sua casa, pois Volo passou lá e conversou com a criada.

Ele teme que seu amigo tenha entrado em alguma confusão e quer que o grupo vá investigar. Oferece um pagamento inicial de 10 dragões de ouro. Ao ver as moedas lançadas na mesa, Caliburn sugere que talvez Floon tenha se referido à moeda.

Volo oferece um pagamento bem maior aos aventureiros, se eles resgatarem Flonn com saúde. Ele está realmente preocupado, pois seu amigo pode ter adquirido inimigos entre os nobres da cidade.

Kallista se propõe a investigar a casa de Floon mais uma vez e conversar com a serviçal. Volo diz para ela ter cuidado com o cachorro de Floon – “uma fera selvagem”.

Nas Docas

O resto do grupo vai até o Distrito das Docas. No caminho, enquanto seguem pela Snail Street, são parados por uma patrulha da City Watch. Caliburn se apresenta como um cadete da Academia e é reconhecido pelo outro cadete que acompanhava a patrulha. O sargento que comanda o grupo diz para eles terem cuidados pois está tendo uma guerra de gangues.

A patrulha leva dois prisioneiros, que têm tatuagens de uma serpente com asas em torno de um círculo – o grupo reconhece a tatuagem como os identificando como membros da organização Zentharim.

Baki prefere ir sozinho por outro caminho para colher informações com os locais. Na esquina da Fish Street com a Ship Street, ele conversa com uma velha vendedora de doces que tem um ponto em uma esquina próxima e que menciona que o pessoal da Guilda Xanathar está brigando com um outro grupo. Ela conhece Floon Blagmar, mas não o viu no dia anterior.

Quando chegam a Fillet Lane, eles procuram o beco onde fica a Skewered Dragon. Logo, localizam a pequena e suja taverna, com uma placa mostrando um dragão espetado. Grekull se recusa a entrar na taverna. Ele e Caliburn ficam do lado de fora, vigiando.

O resto do grupo entra na taverna e conversam com o taverneiro halfling e com uma prostituta. Tarzok ajuda a prostituta a se livrar de um cliente inconveniente. Depois Obert oferece um dragão de ouro em troca de informações. Ela confirma que Floon esteve ali conversando com Volo e depois se encontrou com outro humano – um nobre com caras roupas com um brasão da família Neverember. A prostituta acha que ele era o filho do velho Lord Neverember, que era o Lorde de Waterdeep antes da atual Laeral Silverhand.

O taverneiro também conhece Floon, um cliente habitual da taverna – “grande apreciador da cachaça de Calimshan”. Segundo o taverneiro, Floon e o humano bem-vestido beberam bastante, mais de dez copos da cachaça de Calimshan, discutiram e falaram alto – “como todos os bêbados” – e quando foram embora foram seguidos por um grupo de cinco humanos. Os humanos estavam vestidos de preto e dourado e haviam escutado parte da conversa na taverna. O taverneiro acha que eles eram Zentharim. Antes de irem embora eles perguntaram ao taverneiro o nome de Floon.

Caliburn conversa com um mendigo em um beco próximo a taverna que viu Floon e o nobre serem emboscados próximos da loja do Velho Xoblob.

Em frente a loja The Old Xoblob, eles encontram uma garrafa quebrada da bebida da taverna e um rastro de sangue que segue pelo estreito beco. O rastro vai até a Fillet Line, mas some lá.

Na loja de Xoblob, os dois gnomos conversam com o velho Xoblob – que também é um gnomo. Ele disse que viu quando os humanos atacaram os outros dois e os levaram para os fundos.

“Twin” acaba comprando uma das bugigangas da loja, um beholder de pelúcia, e paga muito bem por ele. O velho Xoblob abre um sorriso e se lembra que olhou pela janela dos fundos de sua casa e viu quando os humanos jogaram os outros dois no fundo de uma carroça. Ele reconheceu a carroça como sendo de um armazém em Candle Line. Quando o gnomo descreve o símbolo do Armazém, todos percebem que é o símbolo dos Zentharim.

O grupo se dirige até Candle Line para investigar e encontra o Armazém.

Próximo Capítulo: Problemas em Waterdeep.

1 Comment

  1. Adoro esses relatos de aventura. Curioso para saber o que aconteceu com o Floon.

    Desejo ao grupo bons jogos e que os relatos continuem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s