Legend of Five Rings 101

Em Rokugan, a Honra é mais forte que o aço.

Legend of 5 Rings (L5R) é um RPG em que os jogadores interpretam samurais. O cenário é baseado nas histórias orientais, com uma mistura de Japão e China e nos dramas de samurai.

O jogo segue um estilo de narrativa oriental, em que os heróis não estão em busca de riqueza ou de mera vingança pessoal. Eles são seguidores do Bushido, com os deveres e obrigações de sua casta para com o Imperador, o clã, daimyo e os antepassados.

O Império Esmeralda

Tempos atrás, os Kamis – filhos divinos de Amaterasu, Senhora Sol e de Onnotangu, Lorde Lua – caíram dos céus e ao chegarem a Terra fundaram um grande império em um lugar chamado Rokugan, compartilhando suas bençãos com os seres humanos.

Os Kamis fizeram um grande torneio entre eles para escolher quem seria o Imperador. O vencedor foi Hantei. Os descendentes dele ainda sentam no trono do Império Esmeralda, na capital de Otosan Uchi. O atual Imperador é Hantei XXXVII.

Os irmãos de Hantei, por sua vez, fundaram os sete Grandes Clãs, cuja função é servir ao Imperador e garantir a paz no reino. Cada um dos Grandes Clãs é composto por famílias, fundadas por samurais heroicos que prestaram fidelidade a um dos kamis.

E então, nos contam, o Império viveu mil anos de paz.

Não foi bem assim, pois durante sua história o Império Esmeralda sofreu com guerras entre os clãs, revoltas de camponeses, invasões estrangeiras e, principalmente, com invasões das criaturas das Terras Sombrias – fruto da Kami perdido Fu Leng.

Os Grandes Clãs

A função do Clã Caranguejo, descendentes do Kami Hida, é proteger Rokugan das ameaças das Terras Sombrias. Os Caranguejos guardam a Muralha Kaiu, ao sul de Rokugan. Sua função os coloca em contato com o que há de mais brutal e corrompido e os transformou em guerreiros pragmáticos.

Como a existência de Fu Leng e ameaça das Terras Sombrias é um assunto considerado tabu em Rokugan, os Caranguejo têm dificuldade em conseguir apoio para defender a fronteira do Império. O fato de seus modos serem considerados pouco educados para os padrões rokugani, não os ajuda nos combates nas Cortes.

O Clã da Garça tem os mais famosos cortesãos e os maiores duelistas do Império. Sua fundadora, o Kami Doji criou as regras sociais que regem o império. Isso – junto com suas terras serem bem produtivas e localizadas no centro do Império, próximo à Capital, lhes dá uma influência enorme.

Os Garça dominam as cortes de Rokugan, e seus embaixadores têm a segurança de serem protegidos pelos melhores duelistas do Império.

O Kami Togashi se recusou a participar do torneio que decidiu quem seria o Imperador. Jurando lealdade à Hantei, ele levou seus seguidores para as montanhas do extremo norte.

O Clã Dragão tem um grande número de monges e é conhecido por ser o mais místico dos clãs. A família Mirumoto é especialista no estilo niten ou “dois-céus” de uso de duas espadas.

O Clã Leão foi fundado pelo Kami Akodo, que também escreveu o texto fundamental sobre o Bushido. Os Leões estão entre os maiores generais e soldados do Império e consideram a Honra a maior virtude do samurai, pois sem ela, as outras virtudes são vazias.

O Leão tem o maior exército de Rokugan e suas terras são ricas e bem localizadas.

Nos tempos iniciais do Império, quando Fu Leng ameaçava o reino, o Kami Shiba fez uma aliança com o clérigo Isawa, o primeiro shugenja. Um clã espiritual, os shugenja da Fênix são os mais numerosos do Império Esmeralda.

O Clã é governado por um Conselho Elemental formado pelos cinco maiores shugenja do clã, cada um deles representando um dos elementos..

Bayushi, o fundador do Escorpião, jurou proteger o Império por quaisquer meios necessários, mesmo que isso implique agir nas sombras e usando a intriga como arma. Isso gerou uma reputação de que não se deve confiar em um Escorpião.

Todos os samurais do clã Escorpião usam uma máscara que cobre parte de seus rostos.

Sob a liderança do Kami Shinjo, o Clã Ki-Rin saiu para explorar o resto do mundo conhecido. Por séculos, eles perderam contato com os demais clãs, retornando apenas recentemente. Durante suas viagens, o clã adotou o nome de Clã Unicórnio. O Clã Unicórnio é conhecido pela perícia de seus cavaleiros, que montam cavalos bem maiores do que os cavalos comuns dos rokugani.

Seus modos são diferentes, graças às influências dos estrangeiros com que conviveram durante tanto tempo. Por isso, são olhados com desconfiança pelos demais clãs.


A Ordem Celestial

Os habitantes de Rokugan acreditam que todas as coisas e todos os seres vivos estão inseridos em uma ordem hierárquica ordenada pelo Céu Celestial.

Ordem Celestial foi revelada para Rokugan pelos Kami ao fundarem o Império. Violar ou desobedecer a Ordem Celestial é atentar contra o próprio equilíbrio do Cosmos. A sociedade rokugani é totalmente estratificada e cada um dos habitantes do Império Esmeralda, desde o Imperador até o mais baixo eta, tem um papel a cumprir.

A Ordem Celestial determina que os habitantes do Império estão divididos em três castas:

Samurai – aqueles que mandam e os únicos que têm todos os direitos, por serem considerados indivíduos. Ainda assim estão sujeitos a uma hierarquia que começa no Imperador, passa pelos Daimyos, magistrados, conselheiros, oficiais militares e termina nos ji-samurai: os guerreiros, cortesões e shugenjas que servem ao Império.

  • Kuge – é a alta casta samurai. Composta pelos membros da família imperial e altas posições hierárquicas da corte imperial e pelos líderes dos clãs, considerados descendentes dos kami divinos.
  • Buke – a vasta maioria dos samurais. Portam o nome das famílias a que seus antecessores juraram lealdade, mas não descendem diretamente dos kami. Dividem-se em dois estratos. Na escala social superior estão aqueles que recebem posições hierárquicas por mérito ou influência:
    • Daimyos das famílias menores vassalas
    • Governadores Provinciais ou de Cidades, indicados pelo Imperador
    • Oficiais Militares dos clãs e das Legiões Imperiais
    • Hatamoto – vassalos pessoais dos grandes Daimyos
    • Karo – conselheiro dos Daimyos
    • Magistrados – oficiais da burocracia Imperial
  • Ji-samurai – integrantes das pequenas famílias que um dia juraram lealdade a um dos clãs e em retorno ganharam o direito de receber o nome do Daimyo.
  • Ronin: os samurai sem lorde, sem clã e sem família também estão em uma posição peculiar na Ordem Celestial. Como não possuem um lorde para lhes apoiar, acabam tendo de trabalhar como mercenários ou guarda-costas, ou até como bandidos, ganhando seu sustento pela força de suas espadas. São tratados com desprezo pelos demais Samurais.

Heimin: a vasta maioria da população. Não possuem todos os direitos dados a um samurai, dependendo da boa vontade destes. São também chamados de “meio-indivíduo”. Samurais podem matar um heimin que lhes falte com o devido respeito.

  • Camponeses – os de maior status entre os heimin, pois produzem os alimentos necessários para o Império
  • Artesãos – embora não produzam alimentos, também criam coisas e dessa forma têm um certo grau de respeito. Muitos samurais também se consideram “artesãos”, embora persigam artes mais nobres, como a pintura, a música e a fabricação de espadas.
  • Comerciantes – são olhados com desprezo pelos samurais, pois não produzem nada. Vivem apenas do que os outros produzem. Apesar disso, alguns comerciantes são ricos o bastante para terem influência.

Os heimin não podem portar armas, exceto pelos ashigaru (soldados) e budoka (guarda-costas) que servem aos samurais.

  • Monges: ocupam uma posição peculiar na Ordem Celestial. Embora não sejam samurais e devam, portanto, ser tratados como heimin, sua importante função espiritual lhes garante uma certa posição e respeito.

Hinin: os não-indivíduos. Aqueles responsáveis pelas tarefas impuras, as atividades que necessitam tocar nas substâncias impuras, como sangue, lixo ou carne morta. São também chamados de eta ou de barakumin. Ignorados e considerados menos que nada. Até mesmo os camponeses os olham com desprezo. Sua única esperança é de cumprirem suas tarefas bem o suficiente para nascerem em uma melhor posição na próxima vida e não chamarem a atenção de nenhum samurai irritado.

Torturadores e carrascos também fazem parte da casta dos hinin, embora possuam um status maior do que os demais eta, graças aos serviços que prestam a seus mestres samurai.

Geishas são consideradas hinin, mas possuem uma certa fama e respeito dentro da sociedade de Rogukan, o que lhes dá um poder e liberdade maior do que a maioria dos não-samurai.


Honra, Glória e Dever

Samurais estão submetidos à respeitar e defender a ordem universal e envolvidos em uma extensa rede de obrigações e deveres. Primeiramente, eles servem ao Imperador. Em segundo lugar, ao seu clã e à sua família. Por fim, devem também servir ao seu daimyo. Cada momento da vida de um samurai deve ser dedicado a servir a esses interesses em detrimento de seus próprios desejos pessoais.

Esses conceitos são também conhecidos como ninjo e giri. O conflito entre dever e desejo, conformidade e autoexpressão. Ninjo (“sentimento humano”) é o desejo ou ideal pessoal buscado pelo samurai. Giri (“dever jurado”) é a forma pela qual ele serve à seu lorde . Todos os samurais devem lidar com os conflitos gerados entre seus sentimentos pessoais e seu dever.

Em último caso, um samurai que desrespeita à ordem do universo deve evitar que sua vergonha recaía sobre seu clã e sobre seus antepassados. Para isso, ele deve cometer o seppuku – se tiver a permissão de seu superior. Outra vergonha é se tornar um ronin, um samurai sem mestre.

Inspirações

  • Sete Samurais
  • Musashi
  • Shogun
  • Marco Polo
  • Kingdom
  • 13 Assassinos
  • Lobo Solitário
  • Coleção Cinema Samurai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s