Legend of The Five Rings: Courts of Stone

Courts of Stone, o Guia Essencial para Castelos e Políticas em Rokugan, é o terceiro suplemento da 5a Edição de Legend e traz informações sobre as cortes e castelos rokugani, o clã da Garça e o clã menor do Cervo, além de novas regras e dicas para jogos de intriga, política e espionagem.

Castelos

O primeiro capítulo inicia descrevendo mais alguns detalhes sobre castelos do que os existentes no suplemento Emerald Empire, relativos a estruturas dos castelos e seus uso como centros políticos. Entretanto a maior atenção é dada a descrever vários castelos importantes. Só para ter uma noção o livro descreve: Last Breath Castle, Hida Palace, Shiro Kandai, Shiro Kitsuki, The Seven Fold Palace, Kyūden Asako, Kyūden Shika e Kyūden Doji. Cada castelo tem quatro a cinco páginas de descrição.

Esse é um problema que eu tenho com o estilo dos novos livros, desde o Emerald Empire, em que as descrições de lugares são até interessantes, mas muito vagas e superficiais. Não era um problema no Shadowlands, que descrevia vários lugares nas Terras Sombrias de forma completa, apesar de curta, justamente pelo seu escopo mais limitado, de forma que poderiam ser visitados ou servir de inspirações para o que encontrar lá. Mas aqui, a descrição de vários castelos se torna repetitiva depois de algum tempo e ao mesmo tempo cada entrada é tão curta que não permite por si só criar uma aventura sem exigir muito trabalho do mestre.

O Clã da Garça

A segunda metade do capítulo, descrevendo as terras e famílias do Clã da Garça, é bem melhor. A história e as lendas das famílias do clã da Garça são contadas, dando mais detalhes culturais e dicas de como interpretar um samurai da Garça. Um dos exemplos de detalhes interessantes que dão várias inspirações para personagens é a história da inimizade entre os Kakita e os Matsu, do Clã Leão, que vem desde o primeiro torneio para escolher o Campeão Esmeralda, no início do Império. O capítulo está cheio desses detalhes e dá boas ideias para qualquer um querendo fazer um samurai da Garça.

O território do Clã da Garça, dividido em Terras do Norte e do Sul, estão entre as mais extensas e produtivas do Império. Situadas na beira do mar e cercando a capital Imperial, elas ajudam o clã a ser um dos mais influentes de Rokugan. É também uma região de grande beleza natural, o que inspira os artistas do clã.

O capítulo termina com uma parte sobre a Corte, incluindo as regras estabelecidas pelos próprios Garça para duelos de Iaijutsu e o uso de espiões na Corte.

Novas Opções de Jogo

O Capítulo 2, Guerras de Palavras e Sombras, como sempre, traz um clã menor – dessa vez o Deer Clan, um clã com origem no V século do Império e que atua como guardião do equilíbrio em Rokugan. O clã é mais conhecido pelos seus casamenteiros (Shugenja especializados em estabelecer boas alianças entre clãs e famílias imperiais). Em Rokugan, casamentos são vistos como contratos entre famílias, podendo representar uma chance de paz, de forma que o papel de um samurai responsável por encontrar bons pares permite uma grande influência para o clã do Cervo.

O livro traz dez novas escolas, que tem em comum serem voltadas para jogos de corte e espionagem:

  • Bayushi Deathdealer School [Bushi, Shinobi]
  • Daidoji Spymaster School [Courtier, Shinobi]
  • Doji Bureucrat School [Courtier]
  • Ikoma Shadow School [Courtier, Shinobi]
  • Mercenary Ninja Training [Shinobi]
  • Shiba Artist School [Artisan]
  • Shika Matchmaker School [Courtier, Shugenja]
  • Shika Speardancer School [Bushi, Shinobi]
  • Togashi Chronicler School [Courtier, Monk]
  • Yasuki Yojimbo School [Bushi]

Novas vantagens e desvantagens:

  • Distinctions
    • Affect of Harmlessness (Air)
    • Famously Neutral (Earth)
    • Well Connected in [City] (Water)
  • Passions
    • Decorum (Water)
    • Local Flare for [region] (Earth)
    • Pot Stirrer (Fire)
  • Adversities
    • Overconfidence in [Feature] (Varius)
    • Lackluster (Fire)
    • Unsavory Past (Water)
  • Anxieties
    • Isolation (Earth)
    • Web of Lies (Air)

Além disso, traz uma série de Heritages voltadas para fazer um personagem com sangue da Garça, mesmo se pertencente a outro clã. Novos itens de corte e de shinobi, além, claro, de armas. Por fim, novas técnicas, especialmente para shinobi, rituais e shuji.

Intrigas na Corte

O terceiro capítulo trata de como criar um jogo de Corte de Inverno. Os preparativos do narrador e os limites de jogo que devem ser acertados previamente e como criar relacionamentos entre os personagens e os npcs.

Como o livro menciona, jogos políticos são mais difíceis de moderar do que jogos focados em ação ou investigação. É preciso criar uma rede de potenciais adversários e aliados para que os personagens possam interagir e dar, tanto aos pcs como npcs, objetivos que possam gerar boas interações entre eles.

Jogos de Corte são bem específicos, voltados especialmente a personagens cortesãos, mas a verdade é que o grupo normalmente não vai ser composto apenas de cortesão, especialmente se não for uma campanha centrada na Corte de Inverno. Por isso, as dicas para envolver personagens shinobi no jogo são muito boas. Uma das coisas que eu descobri mestrando jogos de Corte é que nem sempre a ação na corte vai interessar todos os jogadores – especialmente os bushi. Nesse caso, é preciso ter sempre alternativas para engajar e manter a atenção dos jogadores.

O livro traz tabelas sugerindo como gastar oportunidades de gastos em jogos de negociação, romance e espionagem. Eu particularmente, depois de narrar alguns jogos nessa nova edição, acho melhor manter essas tabelas mais como sugestões quando se está lendo o livro do que como referências durante o jogo. Esse excesso de tabelas pode atrapalhar o jogo. Legend funciona melhor como um jogo narrativo. O mestre tem de ter a sabedoria de deixar os pontos de oportunidade como uma forma de liberdade narrativa para os jogadores alterarem a trama (ou seja, sempre usar a regra do “sim, mas…”).

Além disso, é apresentada uma série de novos Títulos, alguns deles bem específicos:

  • Castellan
  • Covert Agent
  • Dreaded Enforcer
  • Esteemed Negotiator
  • Kenshinzen (os melhores duelistas do Clã da Garça)
  • Kyuden Asako Shieldbearer
  • Master Artisan
  • Winter Court Champion
  • Seven Fold Palace Acolyte

Conclusão

O livro continua com a tradição dos suplementos de Legend de livros muito bonitos e de leitura agradável. Tem também muita informação para o mestre e os jogadores.

Uma das vantagens da nova edição, em minha opinião, é que personagens cortesãos são mais interessantes nesse sistema do que na anterior. E, além disso, estão mais equilibrados em relação aos bushi e shugenja. De forma que é mais viável e interessante jogar com um cortesão aqui do que na 4a edição.

O suplemento com a aventura Winter´s Embrace, que saiu junto com o Courts of Stone, deveria ser considerado quase como parte integrante do Courts of Stone, já que ele – além de uma aventura interessante – é um grande exemplo de como organizar uma campanha de Corte de Inverno.

Courts of Stone é voltado mais para quem pretende criar um jogo estilo sandbox de intriga e espionagem. O jogo de corte também depende de personagens voltados para esse estilo de jogo. Ou seja, tem de partir de um consenso de mesa de criar uma campanha com esse intuito. Esse estilo de jogo é mais difícil de mestrar do que um jogo baseado nas Shadowlands, mas, apesar de algumas poucas críticas que eu tenho em relação às regras, eu considero que o cenário e estilo dessa nova edição de Legend ajudam nessa tarefa mais até do que a antiga edição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s